Ida a Wolfsburg 6/10 | Autostadt – Museu ZeitHaus – Design Icons

<– Post anterior: Ida a Wolfsburg 5/10 | Autostadt – A cidade do automóvel

ZeitHaus: o automóvel através dos tempos

O fantástico museu ZeitHaus (alemão para “Casa do Tempo”), abriga uma mostra com os veículos que marcaram a história do automóvel. É um dos pontos altos da Autostadt, sozinho já justifica a visita.

Design Icons

Na parte escura do pavilhão, estão os automóveis “Ícones do Design”. Aqui os modelos são exibidos como obras de arte, em instalações elevadas e adornadas com imagens históricas, que os ambientam na época e circunstâncias de sua fabricação.

Diversos modelos pré-guerra.

Destaque para o Bugatti Type 57SC Atlantic, de 1938. Apenas 4 destes carros foram feitos, apenas 3 ainda existem, avaliados em mais de 30 milhões de dólares cada. O modelo da Autostadt tem mecânica original; no entanto sua carroceria de alumínio, é uma réplica, produzida nos anos 90.

Outros veívulos pós-guerra.

Quem gosta de VW’s certamente já viu este (literalmente brilhante) Fusca. O modelo é o milionésimo fusca produzido. Deixou a fábrica em 5 de agosto de 1955, com direito a um evento especial, bancado pela Volks e o governo alemão. Certamente um dos mais fotografados do museu, seu valor é incalculável.

E o mais que clássico Cadillac Eldorado 1959, “rabo-de-peixe”.

Presença certa, o mito Porsche 911. Este é de 1966. Mesmo vendo um modelo atual, é fácil saber que se trata do mesmo carro.

Outro modelo que jamais poderia faltar: A velha senhora, a Kombi, também de 66.

Em um dos andares há uma pequena sala de cinema que passa 3 curtas em 3D. Os filmes duram cerca de 20 minutos, juntos e o Fusca é protagonista, claro. Os áudios são sempre em alemão, mas vale a pena assistir, mesmo que não entenda.

Jaguar E-Type, conhecido por sua inegável beleza. Enzo Ferrari, fundador da Scuderia italiana, uma vez falou sobre este modelo:

“The most beautiful car ever made”.

A também belíssima Lamborghini Miura, pioneira entre os superesportivos, de 1967.

Além de um buggy Karmann GF; o VW-Porsche 914, que foi produzido e comercializado em colaboração com a Volks; e um Ford Capri, semelhante ao que vimos no estacionamento, lembram?

Golf, de linhas simples, ícone dos anos 70/80.

Entre os mais modernos, o Audi A2. Nunca veio oficialmente para o Brasil, mas já vi um a venda por aqui.

Na próxima parte da nossa visita vamos conhecer o lado mais iluminado do mesmo edifício, onde está a exposição Motor Icons. Como o nome diz, essa área é dedicada a história dos motores, contando sua evolução por meio de carros históricos.

Continua: Ida a Wolfsburg 7/10 | Autostadt – Museu ZeitHaus – Motor Icons –>